Open/Close Menu Hospital de Olhos

Com o aumento da expectativa de vida e o envelhecimento da população brasileira, uma enfermidade bastante desconhecida da população chega ao topo das causas DE perda da visão no país. A Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) é uma doença que causa danos irreversíveis à área central da retina, mais especificamente à mácula, responsável PELA VISÃO CENTRAL E DE DETALHES, COM ISSO A DOENÇA AFETA TANTO A VISÃO DE LONGE COMO A DE PERTO.

A DMRI É UMA DAS PRINCIPAIS CAUSAS DE PERDA VISUAL NAS PESSOAS ACIMA DE 65 ANOS DE IDADE, de acordo com pesquisas divulgadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS) no final de 2010. Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, cerca de 10% da população entre 65 e 74 anos sofre de degeneração macular. Esse número tende a subir para 25% em pacientes acima dos 75 ANOS.

Ao contrário do glaucoma, que atrapalha a visão periférica, quem desenvolve a DMRI TEM COMPROMETIMENTO DA VISÃO CENTRAL E EM GERAL REFEREM UMA VISÃO DEFORMADA DOS OBJETOS E/OU uma mancha escura no centro da visão, o que dificulta principalmente a leitura. O oftalmologista Paulo Saunders explica que embora O PRINCIPAL FATOR DE RISCO seja a idade, outros fatores também PODEM SER RELACIONADOS A UMA MAIOR INCIDÊNCIA da doença. “A exposição EXCESSIVA aos raios UV sem a proteção de óculos escuros de qualidade e a HISTÓRIA FAMILIAR DE DMRI TAMBÉM PODEM SER CONSIDERADOS FATORES DE RISCO  ”. Além disso, pessoas com A PELE CLARA também fazem parte do grupo de risco.

Hábitos saudáveis e uma melhor qualidade de vida ajudam na prevenção, garantem os oftalmologistas.  “Fumantes, pessoas que adotam uma dieta pobre em vitaminas e rica em gorduras, obesos e portadores de doença cardiovascular, COMO A HIPERTENSÃO ARTERIAL, apresentam maiores chances de desenvolver a DMRI”, explica Paulo Saunders.

A degeneração macular é uma doença silenciosa, por isso, quem tiver mais de 60 anos deve ficar atento se linhas retas começarem a parecer distorcidas, letras aparentarem borradas na leitura ou perceber uma mancha ESCURA no centro da visão. A detecção precoce e os cuidados adequados podem ajudar a controlar alguns dos efeitos da doença. Além disso, visitas regulares ao oftalmologista SÃO INDISPENSÁVEIS PARA O DIAGNÓSTICO PRECOCE DA DOENÇA.

 Por Dr. Paulo Saunders

CategoryArtigos

Copyright © 2018 - Oftalmax.

Central de Atendimento        (81) 3036-2727