Open/Close Menu Hospital de Olhos

Conjutivites e ceratites são as doenças mais comuns nessa época.

Com a chegada do verão, a maioria das pessoas investe em cuidados com a pele e esquece que cuidar dos olhos também é essencial. O presidente da Sociedade de Oftalmologia de Pernambuco, Paulo Jorge Saunders, que atua como oftalmologista na Oftalmax, alerta para doenças que podem ser adquiridas por causa dos maus hábitos do dia a dia durante a estação. De acordo com o especialista, a visão é muito delicada e precisa de cuidados preventivos, e não apenas quando demonstra algum sintoma ou sensibilidade.

Com o calor e a umidade típicos da estação, há uma proliferação das conjuntivites bacterianas e virais. “A doença se caracteriza pela inflamação da conjuntiva, ou seja, da membrana transparente que cobre o branco do olho”, explica o médico.  O contato com o cloro da piscina, a água do mar e o protetor solar também provoca prejuízos aos olhos. “Isso acontece porque esses elementos têm uma composição química diferente da lágrima e por serem um potencial veículo para a disseminação de conjuntivites infecciosas. Para minimizar os problemas, as pessoas devem tomar cuidado ao espalhar o protetor, evitar abrir os olhos quando mergulharem e/ou usar óculos para mergulho”, afirma.

A areia da praia é outro fator que causa danos à superfície ocular. De acordo com Saunders, quando ocorre o contato, deve-se lavar os olhos imediatamente com água limpa ou soro fisiológico. “E, na primeira oportunidade, a pessoa tem que procurar um oftalmologista para avaliar se ainda existem grãos e se houve dano ou alteração”, aconselha. O quadro se agrava para uma ceratite se o paciente coçar os olhos infeccionados com a mão contaminada. A doença é a inflamação da córnea e acontece pelo contato com microrganismos, ou por traumas, medicamentos, exposição à luz ultravioleta e até como complicações de outras doenças. Se não houver tratamento, pode provocar graves lesões e, inclusive, afetar outras áreas do olho.

O oftalmologista também destaca que os óculos escuros de má qualidade e sem a proteção UV nas lentes, que normalmente são vendidos por preços baratos, são uma ferramenta traiçoeira para os olhos. “O excesso de luz natural realmente incomoda a visão e, por isso, tendemos a utilizar os óculos. Mas usar um acessório sem qualidade ‘engana’ a nossa visão, que se acomoda com a menor claridade e expande a nossa pupila. Dessa forma, abre ainda mais espaço para que os raios ultravioletas penetrem na retina”, explica.

CategoryArtigos

Copyright © 2018 - Oftalmax.

Central de Atendimento        (81) 3036-2727